Sistematização de áreas na reforma do canavial

canavia1

Sistematização de áreas na reforma do canavial

Pablo Humberto Silva

Com o advento da total mecanização nas operações do sistema de cana crua, no fim da década de 1990, um tema bastante discutido e estudado por sua importância é a sistematização das áreas no momento da reforma do canavial, a fim de propiciar um melhor rendimento das operações.

A colheita mecanizada sem a despalha por fogo deixou o solo totalmente encoberto por um colchão de palha, trazendo o pesadelo da compactação generalizada, diminuindo extremamente a taxa de infiltração de água nas lavouras canavieiras e incrementando bastante a erosão.

Portanto, é indispensável a adoção de um sistema que leve em consideração diversos aspectos, tais como as características do meio: tipo de solo, relevo, clima e cultura, com um manejo adequado, que permita a preservação das linhas da soqueira sem compactação, com benefícios agronômicos e conservação do solo e da água.

Este manejo adequado envolve:

  • Práticas mecânicas de conservação do solo e da água;
  • Sistema viário – posicionamento, forma e dimensões;
  • Tipo de preparo do solo;
  • Épocas do preparo, do plantio e da colheita;
  • Uso de tecnologia embarcada, como piloto automático e GPS.

Tradicionalmente, tem-se o uso excessivo de terraços embutidos, com maiores áreas de matação; elevado número de carreadores, que propiciam perda de área útil da propriedade e baixo rendimento operacional de colheita.

Devemos evitar que imagens como estas se repitam nas propriedades agrícolas.

canavia1

Acima, área com excessivo número de terraços embutidos, o que deve ser evitado. Abaixo, área alagada, o que pode ser evitado com planejamento adequado

canavial2

Atualmente, faz-se necessário um planejamento que leve em conta todas as entradas de água externa, malha viária existente, preparo de solo adequado que seja capaz de minimizar a compactação, reduzir a quantidade de terraços embutidos, com a adoção de terraços de base larga para passantes e garantir uma taxa de infiltração de água de 50 a 70% nas linhas de cana e no seu entorno.

É importante também sempre viabilizar a formação de blocos de colheita, por época mais adequada aos diferentes tipos de solo; definir o tipo de preparo e momento de realizá-lo, na maioria das vezes com uma cobertura vegetal de crescimento rápido, não deixando este solo exposto, o que minimiza os riscos de erosão.

Em uma área piloto, onde realizamos o projeto e apresentamos os benefícios ao cooperado, houve redução de 56% no número de manobras e consequente economia de tempo. Também foi possível uma menor área de carreadores, o que propiciou a maximização de área útil plantada e maior rendimento operacional de colheita.

canavial3 

Diagnóstico encontrado na área com 4 terraços embutidos; área de carreador igual a 1,6 ha; número total de manobras de 2.516, que resulta num tempo de 42 horas de manobras

canavial4

Projeto proposto, com 1 terraço embutido; área de carreador de 0,96 ha; número total de manobras de 1.102, que reduziria para 18 horas totais de manobras.

Além do mais, existe uma tendência das usinas de nossa região, em beneficiar as áreas com melhor colheitabilidade, pois estas permitem uma economia em diesel por tonelada de cana colhida e maior aproveitando da hora/máquina.

A otimização dos amplos benefícios do plantio e da colheita mecanizados, com controle de tráfego, está vinculada ao desenvolvimento de sistematizações adequadas e sustentáveis, que sempre levem em consideração a conservação dos solos e da água, propiciando longevidade das soqueiras, com maior eficiência operacional e com expressiva redução dos custos da mecanização.

O departamento de Tecnologia Agrícola e Inovação está preparado para oferecer este tipo de serviço aos seus cooperados. Para mais informações, entre em contato por telefone (16) 3251-9241 ou e-mail: tecnologia@coplana.com.

Pablo Humberto Silva é Agrônomo e Gestor do Departamento de Tecnologia e Inovação da Coplana

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Nome*

Email

Website